quinta-feira, 14 de janeiro de 2010




Aqui existem flamingos,
não os vi, mas sei da sua existência.
Eu viajei muito
- Olhos d’Água -
Os meus olhos?
Uma pequena cidade, lembrou Itaúnas.
Eu sempre me senti mais brisa em pequenos lugares.
Os flamingos são cor de rosa, como meu rosto depois do choro.
Já as unhas dos pés eu pintei de vermelho.
A tia Zita ensinou: é de vermelho que se pintam as unhas dos pés.
Aqui existe um caminho que leva a um sambaqui,
eu suponho.
Quando da chegada, supomos um bocado de coisas:
eu suponho que verei um flamingo da minha janela.
Estou muito ao sul, mais que o costumeiro a minha rosa dos ventos.
Minhas veias marcam caminhos os quais eu percorro,
entre uma pose de flamingo e outra.

3 comentários:

  1. rsrsrs ta certo, o verão até evoca alegria, mas o calor acaba com meu humor...rsrsrs

    ;O*

    ResponderExcluir
  2. 1:00,vou dar um pulo no parque,

    já quase vejo a clarabóia!

    ResponderExcluir